Zorin OS – Uma bela distribuição Linux que você deveria testar
linux centro by megabite
Linux

Zorin OS – Uma bela distribuição Linux que você deveria testar

O Zorin OS é uma distribuição linux já madura, podemos assim dizer, uma vez que completará agora no dia 01 de julho seus 10 anos de existência.

No entanto, apesar de um projeto longínquo, ele não tem o mesmo destaque que nomes como o Ubuntu (Ao qual é baseado) e Linux Mint (que também baseia-se no Ubuntu). Vemos uma vez ou outra alguma coisa sobre ele, em sites mais focados em Linux e dificilmente verá notícias do Zorin OS em sites de main stream.

Muito disto pode ser pelo histórico da distribuição que sempre foi colocada como uma versão do Ubuntu com aparência do Windows e realmente o Zorin OS por muito tempo procurou conquistar seus usuários mantendo-se muito próximo ao ecossistema do Windows, usando até mesmo do Wine para rodar alguns softwares do Windows, ao invés de optar por sua alternativa dentro do ecossistema Linux.

Mas já faz algum tempo que o Zorin OS deixou de ser apenas uma modificação do Ubuntu com cara de Windows e passou a ter sua própria alma. Anteriormente até tínhamos um diferencial com a distro oferecendo até 4 tipos de aparências diferentes, porém de uns tempos para cá vemos uma evolução em design, com charme próprio e até diferente do que normalmente vemos no mercado.

Utilizando do Gnome em sua versão principal, a distro hoje oferece 3 visuais, o primeiro é muito mais próximo da experiência do KDE, a segunda é algo mais próximo ao Windows XP e a terceira dá um novo look para o visual padrão do Gnome 3.

Essa terceira aparência merece até um destaque, já que traz um dock flutuante que mantém o visual de botão de menu e área de ferramentas nas extremidades, combinado com o menu de aplicações em tela cheia do Gnome.

Design dock do Zorin OS

Mas não somente isto, o tema utilizado, a escolha dos ícones, coloca o Zorin facilmente entre uma das distribuições linux mais belas da atualidade, fazendo um trabalho muito interessante em cima do Gnome.

Algo que pode assustar os usuários veteranos do Linux é a abordagem de colocar o Zorin OS como uma distribuição Linux para iniciantes, é necessário entender que essa posição não o restringe em nada para funções mais avançadas, assim como o Ubuntu, ter tudo a mão de forma automatizada ou gráfica, não significa que o terminal não esteja presente e toda a versatilidade conhecida no Linux, não possa ser aplicada também ao Zorin.

O trabalho do Zorin Group, uma empresa com menos de 10 funcionários, tem mostrado-se muito interessante, hoje eles oferecem até mesmo o Zorin Connect que é um fork do KDE Connect e mantêm a rentabilidade da empresa na venda da versão enterprise do sistema e doações. A cidade de Vicenza, na Itália, é um dos principais polos de utilização da distribuição.

Acredito que realmente não há tanto para falar do Zorin OS, basicamente ele é o Ubuntu, usando os mesmos repositórios do Ubuntu. Sua interface gráfica também não é algo construído do zero como o Deepin DE ou um fork totalmente independente como o Mate e Cinnamon, porém, a distro também está um patamar à frente das conhecidas remasterizações que tendem apenas a colocar um tema e pacote de ícones de terceiros e redistribuir o sistema.

Podemos dizer que o Zorin é um Ubuntu com uma preocupação maior com o visual, mesmo com o trabalho fabuloso que a Canonical tem feito junto a comunidade para lapidar visualmente o Ubuntu, o Zorin OS mostra-se um passo à frente neste quesito, entregando uma experiência visual muito agradável para um sistema e ambiente gráfico já consolidados no mercado.

Se você está procurando um sistema operacional novo para seu computador, vale a pena dar uma oportunidade ao Zorin OS, terás toda a facilidade do Ubuntu, porém com um visual totalmente repaginado e de um design impecável.