Home Assistant – Como instalar o software de automação residencial no raspberry

Quer ver como é simples instalar o Home Assistant? Sabe o que ele é? Trata-se de um software de automação residencial, open source, extremamente poderoso abrindo-lhe inúmeras possibilidades para a automação de sua residência, sendo possível usá-lo com os mais diferentes dispositivos IOT e serviços de terceiros, isso inclui os queridos sonoff’s, a famosa Google Assistant e a querida Alexa.

Dá realmente para fazer muita coisa com o Home Assistant, e o software possui grande foco em privacidade, se você nem mesmo quiser soluções de terceiros, pode construir tudo localmente com o auxílio do Home Assistant e firmwares customizadas para os dispositivos IOT.

Mas hoje vamos nos focar em ensinar a instalar o Home Assistant em seu Raspberry, pois uma vez instalado, poderemos ensinar diversas configurações e truques para você deixar sua casa com a cara da mansão do Tony Stark.

A instalação segue o nosso projeto onde temos um Raspberry OS (Antigo Raspbian) rodando em um Raspberry PI 4 com 4GB de RAM, docker, webmin e portainer instalado. Temos duas possibilidades de instalação, a mais rápida é usando o webmin a de maior aprendizado e com um acompanhamento gráfico é com o Portainer.

Acompanhe a seguir os dois métodos passo a passo para instalar o Home Assistant, seu software de automação residencial open source.

Instalar o Home Assistant por Docker com linha de comando no Webmin

Abra o webmin, lembrando que seu acesso ocorre através do IP do Raspberry com a porta 10000, ex. https://127.0.0.0:10000

Clique em: Others > Command Shell

Lhe será exibida uma tela uma tela com um botão verde “Execute Command” e um campo para inserção de texto, cole o seguinte comando nessa caixa:

docker run -d --name="home-assistant" -v /config:/config -v /etc/localtime:/etc/localtime:ro --net=host homeassistant/home-assistant:stable
Tela de execução de comando do Webmin

Clique no botão “Execute Command” e aguarde o término da execução, após isso o Home Assistant estará instalado e pode ser iniciado através do endereço IP de seu Raspberry PI 4 + a porta 8123. Ex. 127.0.0.0:8123

Apesar de ter criado por linha de comando, esse container pode receber manutenção normalmente pelo Portainer, se você o acessar, verá que o container “home-assistant” passou a ser exibido na interface gráfica.

Instalar o Home Assistant por Docker no Raspberry através de interface gráfica usando o Portainer 

Abra o Portainer e clique em Container > Add Container

Em Name, você pode dar o nome que preferir ao seu container, mas recomendamos manter como home-assistant para facilitar identificação futura.

Preencha as informações do container conforme abaixo:

  • Registry: DockerHub
  • Image: homeassistant/home-assistant:stable
  • Always pull the image: Yes
Configurações iniciais do Home Assistant no Portainer

Configurando diretório de logs, volumes e variáveis

Agora vamos para algumas configurações avançadas que precisaremos para esse container, desça a tela até o Advanced container settings e em Command & logging adicione os seguintes parâmetros:

  • Entry Point: /init
  • Working Dir: /config
Configurações de log e arquivos do Home Assistant no Portainer

Mude agora para Volumes e mapei da seguinte forma:

  • container: /etc/localtime
  • host: /etc/localtime (Read Only)
  • container: /config
  • host: /config (Writable)
Configurações de Volumes do Home Assistant no Portainer

Obs: O diretório /config é onde o Home Assistant salvará alguns arquivos de configurações e onde colocamos alguns componentes personalizados, você pode mapear para que ele seja salvo em outro local de seu sistema, bastando indicar o caminho desejado em “host”. Você também pode manter dentro do /config de seu sistema operacional, mas adicionar um subdiretório com o nome do container, melhorando consideravelmente a gestão para casos que vários containers são utilizados. Neste caso, você ficaria algo assim – host: /config/home-assistant.

Em network, apenas adicione o seguinte:

  • Network: host
  • Hostname: hassio

Em Env adicione as seguintes variáveis:

  • PATH: /usr/local/bin:/usr/local/sbin:/usr/local/bin:/usr/sbin:/usr/bin:/sbin:/bin
  • LANG: C.UTF-8
  • S6_BEHAVIOUR_IF_STAGE2_FAILS: 2
  • S6_CMD_WAIT_FOR_SERVICES: 1
  • GPG_KEY: (Coloque sua chave GPG, caso não saiba o que é, verifique nessa matéria como gerar uma)
  • PYTHON_VERSION: 3.8.3
  • PYTHON_PIP_VERSION: 20.1.1
  • WHEELS_LINKS: https://wheels.home-assistant.io/alpine-3.12/armv7/
  • S6_SERVICES_GRACETIME: 60000

Agora em Labels você deve adicionar as seguintes etiquetas:

  • io.hass.arch: armv7
  • io.hass.base.image: homeassistant/{arch}-base-python
  • io.hass.base.name: python
  • io.hass.base.version: 15.5.2
  • io.hass.type: core
  • io.hass.version: 0.114.4

Em Restart Policy recomendamos deixar como Unless Stopped selecionado

Já em Capabilities ative as seguintes permissões:

  • CHOWN
  • FOWNER
  • MKNOD
  • NET_BROADCAST 
  • SETGID
  • SYS_CHROOT
  • AUDIT_WRITE
  • DAC_OVERRIDE
  • FSETID
  • KILL
  • NET_RAW
  • SETPCAP
  • NET_BIND_SERVICE
  • SETFCAP
  • SETUID

Agora basta clicar em “Deploy container” localizado acima das configurações avançadas (meio da tela) e aguardar a criação do container, quando finalizado o Portainer avisará para você que o processo foi concluído e o Home Assistant estará instalado e pode ser iniciado através do endereço IP de seu Raspberry PI 4 + a porta 8123. Ex. 127.0.0.0:8123.

Agora é só você criar o usuário e efetuar as configurações iniciais e ver outras matérias aqui no Megabite sobre como tirar o máximo proveito de sua instalação do Home Assistant e de sua casa automatizada.

Sair da versão mobile