News

Logitech vai danificar dispositivos remotamente para vender o novo

Até que ponto uma empresa pode decidir o que você deve ou não fazer com um aparelho adquirido? Esse é um assunto que ganhou forte discussão nos últimos dias, devido a uma atitude nada leal da Logitech com seus clientes.

Talvez você não conheça o Harmony Link, esse aparelho não chegou a ser comercializado oficialmente no Brasil, mas foi e é vendido no mercado cinza, rapidamente encontrado em marketplaces como o Mercado Livre.

O dispositivo promete ser um controle remoto universal moderno, funcionando como um facilitador na cloud entre os eletrônicos de sua casa e seu smartphone, pareando com mais de 225 mil dispositivos segundo a fabricante, era possível controlar sua TV, Box da TV por assinatura, videogame e outros dispositivos direto pela tela de seu smartphone com um único aplicativo, de qualquer lugar, transformando seu celular em um controle remoto universal com facilidades como acesso rápido a canais, programas favoritos, entre outros.

A Logitech resolveu renovar sua aposta nesse segmento e criou o sucessor do Harmony Link, chamado de Harmony Hub, focado em trabalhar junto com assistentes como o Google Home e Amazon Alexa, o novo dispositivo facilitaria para que os assistentes da Google possam realmente controlar toda a sua casa.

Até aí tudo bem, normal a tecnologia evoluir e sair um aparelho com mais funcionalidades, assim aconteceu com o Google Home, com Iphones, Chromecast e todo outro equipamento que nos venha na mente, mesmo que não seja eletrônico. O problema é que a Logitech resolveu simplesmente soltar uma atualização que tornará obsoleto o Harmony Link, transformando o equipamento já adquirido por sua base de clientes em um peso de papel.

A comunicação veio por e-mail aos clientes registrados com a Logitech, onde a empresa declara a descontinuidade do equipamento de 2011.

“Em 16 de março de 2018, a Logitech interromperá o serviço e suporte para o Harmony Link. Seu Harmony Link não funcionará mais após essa data”

Quando questionados pelo The Verge, a resposta oficial da Logitech foi a seguinte: “Existe uma licença de certificado de tecnologia que expirará em março e ele não será renovado, à medida que estamos concentrando recursos em nosso controle remoto baseado em aplicativos, o Harmony Hub.”

Obviamente e com razão, os compradores estão enfurecidos, o natural de uma nova versão mais moderna, seja a antiga continuar funcionando, mas com suas claras limitações, não simplesmente a fabricante extinguir o serviço necessário para o pleno funcionamento de seu equipamento. Várias reclamações surgiram no fórum da Logitech, ameaças de ações judiciais e movimentos para boicotar todo e qualquer produto da empresa, são algumas das ações que os clientes pretendem seguir.

Para tentar acalmar a situação, a Logitech disse que vai efetuar a troca do Harmony Link para o Harmony Hub para quem ainda esteja dentro da garantia do produto, quem já não estiver no prazo de garantia, receberá um desconto de 35% para comprar o Harmony Hub que custa 100 dólares.

Ao fim, essa ação ainda não é das mais confortáveis, imagine que você tenha comprado um dispositivo a um ano e um mês e ele atende suas necessidades, mas agora ele simplesmente será “danificado” pela empresa que o criou para te forçar a comprar um novo produto que ela está lançando, você ficaria feliz com isso?

Com isso, vemos a Logitech decidindo o que e quando seus clientes devem trocar de produto e ficamos com a pergunta, com a ascensão da internet das coisas, será que veremos essas atitudes desleais com mais frequência?

Tags
Back to top button