News

Linux já representa 40% do Microsoft Azure

Já não é novidade que a Microsoft, vendo que o Linux acaba sendo a prioridade para empresas e serviços em seus servidores, abriu o Azure, sua plataforma de computação em nuvem para o jovem Tux.

Até mesmo uma parceria com a Canonical fora realizada, deixando o Ubuntu como fácil utilização na plataforma da Microsoft sem contras a remasterização criada pela própria gigante de Mountain View com o propósito de oferecer sua própria solução Linux.

Com toda essa abertura, o Linux vem crescendo significamente dentro do Azure e segundo noticiado pelo ZDnet, já representa 40% das máquinas virtuais do serviço, informação dada pela Microsoft UK em um tweet da empresa.

É interessante também destacar a informação dada no tweet que 60% das soluções do Market Place da plafatorma, já são baseadas no Kernel Linux.

Considerando que até pouco tempo atrás o Azure suportava apenas o Windows como sistema e que 7% do crescimento fora apenas no último ano, temos uma importante marca para o pequeno Tux.

Atualmente a Microsoft suporta em sua plataforma de serviços o uso do Ubuntu, CentOS, CoreOS, Debian, Oracle Linux, Red Hat Enterprise, SUSE Linux Enterprise e openSUSE.

A forte presença do Linux em servidores já é conhecida pela maioria, o pequeno crescimento dele em desktop convencionais foi noticiado por nós pouco tempo atrás, agora vemos também uma importante e marcante presença nesta plataforma da Microsoft, a qual não imaginaríamos que um dia poderia conviver com o Linux desta maneira.

Back to top button